Escola do futuro: conheça 5 tendências

Tempo de leitura: 7 minutos

A revolução digital mexeu com vários segmentos — entretenimento, comunicação, lazer, consumo — e a escola do futuro não tardou a fazer uso das novidades. Afinal, além de todas as benesses trazidas pelas novas tecnologias, essas ferramentas têm se mostrado uma grande aliada quando se trata de educação.

Escola do futuro

O fato é que os avanços tecnológicos já chegaram também ao âmbito educacional, promovendo melhorias tanto nos processos de ensino e aprendizagem quanto nos de gestão escolar. Porém, professores e gestores precisam estar preparados para essas mudanças. Isso porque são eles os responsáveis pela linha a ser adotada no ambiente acadêmico e nas atividades em sala de aula e fora dela.

Por isso, é importante seu reposicionamento em relação ao processo educativo. Não basta colocar a tecnologia na escola. É preciso que as formas de agir dos professores se voltem para a verdadeira inovação, qual seja, a construção de conhecimento e o desenvolvimento de competências que ajudarão os alunos a resolverem problemas no mundo real.

Veja, neste artigo,  5 principais tendências tecnológicas nas escolas e como elas podem colaborar com a sua instituição. Saiba agora como será a escola do futuro.

1. Uso de Big Data

Armazenar dados em rede não é tão dispendioso nem demorado como costumava ser no início do milênio, quando a internet dava seus primeiros passos no Brasil. Hoje em dia, qualquer serviço de e-mail conta com armazenamento em nuvem.

Com o Big Data, a escola do futuro é capaz não só de armazenar os dados, que são muitos, mas também de tratá-los. Ou seja, estruturar as informações, em grande volume, e estabelecer relações entre elas para que se transformem em dados úteis.

Para o gestor, tais informações se traduzem, por exemplo, no histórico de notas de um determinado aluno que pode estar em situação de perigo. Não é preciso esperar o fim da etapa letiva para ver suas notas e tomar alguma providência. Ou, ainda, na inadimplência em uma época específica do ano, o que poderia levá-lo a propor campanhas com os pais naquele período.

O professor também é beneficiado, pois pode acompanhar o desenvolvimento da turma ao receber dados qualitativos e quantitativos da resolução de uma atividade, por exemplo. Ele não conta apenas com a média final das notas: pode saber, também, em quais questões os alunos tiveram mais dificuldade e, dessa forma, preparar revisões ou reorganizar seu plano de ensino.

2. Software de gestão escolar

O gestor escolar precisa estar atento à satisfação de toda a comunidade educativa: colaboradores, professores, pais e alunos. Ele cuida da parte financeira, dos recursos humanos, do eixo pedagógico etc. Como a tecnologia pode facilitar a vida do gestor?

É claro que, nesse campo, a tecnologia também torna a escola do futuro mais próxima, facilitando o trabalho burocrático e agilizando a transmissão de informações entre os setores, a escola e a família.

Muitas são as vantagens de se adotar um software de gestão escolar. Entre elas, podemos citar:

  • economia de gastos com papel, ao evitar a impressão de comunicados e atividades pedagógicas, por exemplo, o que pode ser realizado online;
  • menor tempo para a emissão de documentos, como histórico e boletim escolar, já que todos os dados ficam disponíveis aos funcionários do setor, sem depender somente da secretária para a tarefa;
  • facilidade no contato com a família, que pode ser convocada via e-mail ou WhatsApp para conversar com a coordenação ou acompanhar o rendimento do aluno pela plataforma;
  • avaliação do trabalho do professor, feita pela direção e coordenação a fim de acompanhar o lançamento online do conteúdo das aulas e das atividades avaliadas;
  • acompanhamento do aprendizado das turmas e dos alunos individualmente, atendendo tanto aos coordenadores quanto aos professores, que usam essas informações para balizar a metodologia adotada;
  • elaboração rápida de gráficos e relatórios para análise de resultados e tomadas de decisão;
  • organização de quadro de horário de turmas e professores com facilidade;
  • manutenção de diário de classe online, acessível a pais e coordenadores, para que possam acompanhar o dia a dia dos alunos.

Agende uma demonstração

3. Gamificação

Os estudantes adoram. Os pais e professores costumam barrar sua entrada na sala de aula. Estamos falando dos games — de cartas, de tabuleiro e eletrônicos —, que podem se tornar um trunfo na mão do educador, caso sejam bem utilizados.

Essa tendência, plenamente aceita pelos jovens, tem como objetivo desenvolver nos alunos habilidades para resolução de problemas, e isso é possível de uma forma lúdica. Isso porque os games podem colaborar com o aumento do nível de atenção e a capacidade de solucionar desafios.

Além disso, o professor pode estabelecer rankings e a escola pode premiar alunos ou equipes que se destacam positivamente, contribuindo, dessa forma, para elevar a autoestima dos estudantes e, ao mesmo tempo, promover um clima de competição saudável.

4. Ensino híbrido

Nessa modalidade de ensino, o aluno toma consciência de que está em constante aprendizado, ou seja, fica claro que não é apenas durante os 50 minutos de aula que ele está aprendendo.

O ensino híbrido promove esse desejo constante pelo saber pois, como o próprio nome indica, mescla o mundo online com o offline. Em algumas situações, o ensino ocorre com o aluno conectado a plataformas (para a realização de testes, leituras complementares etc.) sob orientação do professor; em outras, são privilegiadas as interações face a face.

A sala de aula invertida é uma das metodologias que se enquadram no ensino híbrido.

5. Robótica

Equipar a escola com um laboratório não significa, necessariamente, que a tecnologia vem sendo implantada ali. Mais do que contar com aparelhos, a forma de ensinar precisa ser mudada.

Nas aulas de robótica, o protagonismo é do aluno: ele é que vai desenvolver estratégias para a análise e a resolução de problemas. Por isso, é importante que a noção de autoria prevaleça nas aulas.

Nessas classes, existe uma ligação entre o real e o digital, e a criatividade flui para que o aluno seja estimulado.

Como você viu, algumas tendências da escola do futuro podem se tornar realidade ainda hoje em sua instituição. Muitas podem ser implantadas com baixo custo e melhorar significativamente o andamento dos processos financeiros, acadêmicos e pedagógicos.

Quer saber também como usar a tecnologia para arquivar documentos escolares? Leia nosso artigo sobre este tema!

Assine a newsletter do Proesc

Se essas informações foram úteis para você, assine nossa newsletter e conteúdos, dicas e novidades do mundo educacional!

LEITURAS RECOMENDADAS:

Gestão da secretaria escolar: O proesc é especialista

Solução online para escolas e cursos: como acompanhar professores?

A importância do software de gestão para as escolas e cursos

Aproveite e curta também o nosso Facebook, siga-nos no Twitter e no Instagram e acompanhe nosso canal no Youtube!

Para curtir o Proesc no Facebook, é só clicar no botão Like Page a seguir.

O que achou desse conteúdo? Deixe seu comentário