Melhores formas de pagamento para a escolas e cursos

Tempo de leitura: 9 minutos

Entre tantas coisas com que o gestor de uma escola ou cursos deve se preocupar, certamente, uma das mais importantes é a saúde financeira da instituição, e isso está diretamente conectado com as formas de pagamento para a escola e cursos.

É necessário que ele aconteça de forma eficiente, prática e vantajosa para ambos. Tanto para os pais quanto para a escola ou curos. Mas será que existe uma forma de receber as mensalidades que seja melhor do que outras?

Continue lendo este artigo para conhecer as várias formas de pagamento para a escola e cursos, bem como, as suas características.

Por que definir as formas de pagamento para a escola e cursos?

A razão principal é a organização, afinal, não dá para os pais decidirem pagar a escola ou cursos de uma forma diferente a cada mês. Já imaginou como seria difícil para o departamento financeiro conseguir se organizar nas contas a receber e a pagar?

Por isso, é necessário que já fique definido no contrato, no ato da matrícula, quais são as formas de pagamento que a escola ou curso disponibiliza, e qual será a escolhida pelos contratantes para ser usada para a quitação daqueles valores.

A escola ou curso, por sua vez, não pode ver somente o seu lado optando pela forma de pagamento que seria mais interessante. Ela deve oferecer aos pais mais de uma possibilidade, pois elas deverão ser convenientes para os dois lados interessados, clientes e instituição, oferecendo a liberdade de escolha.

Veremos, a seguir, as formas de pagamento para a escola e cursos disponíveis no mercado e as características de cada uma delas.

Quais são as formas de pagamento para a escola e cursos disponíveis?

Antes de optar pelas formas de pagamento para a escola ou curso, o gestor precisa pensar nas taxas e despesas que estão envolvidas em cada uma delas. Afinal, a arte da lucratividade não está somente em receber mais dinheiro, mas também em saber cortar gastos desnecessários.

Cheques

Essa é a maneira que tem sido menos utilizada nos dias de hoje. Devido às altas taxas de cheques que acabam sendo devolvidos, essa forma de pagamento traz poucas garantias de recebimento e muita dor de cabeça para a escola ou curso com o processo de cobrança.

Boletos

Os boletos são, de longe, o meio de pagamento mais utilizado por todos. Sua grande vantagem é poder ser pago em bancos, lotéricas ou pela Internet, proporcionando muita praticidade ao cliente.

Os boletos sem registro eram mais baratos, entretanto, com a mudança exigida pela Febraban (Federação Brasileira de Bancos) para boletos registrados, eles passaram a gerar tarifas mais caras. Elas podem custar 5 reais, ou até mais, dependendo do banco.

Algumas empresas decidiram repassar esse custo para os clientes. Outras, porém, assumiram esse gasto, diminuindo seu lucro.

A grande diferença entre eles é que, agora, deve constar no boleto:

  • o nome do cliente;
  • o CPF / CNPJ do cliente;
  • e o endereço completo do cliente.

Essas informações, mais a data de vencimento e o valor a ser cobrado em caso de multa e juros, ficam registradas no banco. E, em caso de não pagamento, a escola ou curso pode protestá-lo em cartório. Isso traz uma certa segurança para a instituição.

Outro ponto positivo é que, como todas as informações ficam registradas em um banco central de dados, a possibilidade de fraudes fica reduzida.

Uma vantagem para o cliente é que agora eles podem ser pagos em qualquer banco, mesmo após o vencimento, e multas e juros são calculados automaticamente.

Com o boleto registrado, a escola ou curso também pode oferecer ao cliente a opção de débito em conta, evitando que o esquecimento seja um problema. Mas lembre-se que o fato de optar por esse sistema não garante seu pagamento. Se não existir dinheiro em conta, ele não será pago.

Ainda existe a possibilidade de serem usados boletos virtuais. São mais ecológicos, pois não precisam ser impressos para a realização do pagamento, e podem ser enviados ao e-mail do cliente, ou ainda ficarem à disposição deles no site da escola ou curso, no portal do aluno.

Cartões

O uso de cartões ao invés de boletos também vem ao encontro de valores ecológicos que são muito pregados nas escolas e cursos atualmente, pois diminui muito o gasto com papel. Entretanto, é necessário que a escola ou cursos fique atenta às taxas cobradas pelas operadoras dos cartões.

Dependendo da operadora e de como os cartões serão utilizados, essas taxas podem levar 30% do seu lucro embora, no final do mês.

Cartões de débito

Quando a escola ou curso aceita o pagamento das mensalidades no próprio estabelecimento, essa é uma boa opção. Evita que os pais tenham que levar o valor em dinheiro vivo, e a escola ou cursos também não guarda com ela uma grande quantia, evitando que assaltos sejam um grande problema.

As operadoras cobram entre 2,5% e 3,0% de tarifa em cima do valor a ser cobrado, e o dinheiro estará em sua conta em cerca de dois dias úteis.

Cartões de crédito

Sem dúvida, essa seria a forma de pagamento para a escola ou curso considerada a mais segura de todas. Praticidade para o cliente e segurança para a escola ou curso, principalmente se forem cursos online.

Se o cliente optar por pagar a anuidade à vista, ou se parcelar o valor, ele tem a dívida com a operadora do cartão de crédito e não com a escola ou curso. Em caso de não pagamento da fatura do cartão, a escola ou curso tem assegurado seu recebimento e o cliente fica inadimplente com a prestadora do serviço de crédito.

Porém, essa opção de pagamento traz algumas desvantagens. Uma delas é que o cliente precisa ter um cartão com um limite bastante alto. A outra, são as taxas cobradas pelas operadoras.

Elas cobram tarifas a partir de 3,6% em cima do valor da transação à vista. Se o valor for parcelado, elas têm um sistema de progressão do valor das taxas. Se for entre 10 e 12 parcelas, por exemplo, elas chegam a ser 3% mais caras do que aquele valor que seria cobrado na venda à vista.

Outra desvantagem é que você só receberá o valor 30 dias após o pagamento. Existe a possibilidade de pedir um adiantamento dos valores a receber, mas serão cobradas mais algumas taxas.

Se você optar por oferecer essa forma de pagamento em sua escola ou curso, tente negociar com a empresa operadora. Na negociação, mostre que você tem uma boa expectativa de arrecadação no período dos próximos 12 meses.

Como evitar a inadimplência com as melhores formas de pagamento para a escola e cursos?

Esse é um problema bastante temido por todas as empresas e, com as escolas e cursos, não seria diferente. Ele pode ser causado pelo excesso de burocracia e/ou falta de tempo para sair e fazer o pagamento. Ou, até mesmo, por puro esquecimento do cliente.

Mas o que fazer para evitar que a inadimplência seja um grande problema em sua escola ou curso? Vejamos algumas dicas úteis, que ajudarão você a resolver esse problema.

Descontos para pagamentos antecipados

Todo cliente adora um preço reduzido e a escola ou curso pode oferecer um plano de descontos progressivos. Quanto maior a antecedência, maior será o valor de desconto concedido. É uma maneira de incentivar os pais a efetuarem o pagamento até mesmo antes da data prevista.

Enviar lembretes

Como vimos, muitas vezes o atraso na mensalidade acontece por puro esquecimento do cliente. Para evitar isso, programe o envio de e-mails ou SMS para os responsáveis pelo pagamento. Essa ação, vai lembrá-os de que o vencimento está próximo.

Se mesmo assim o atraso acontecer, tenha em sua empresa um setor de cobrança e coloque-o para trabalhar. Peça que entre em contato com os responsáveis para saber o que aconteceu.

Às vezes o motivo foi bobo, mas também pode ter sido um bastante sério. Se esse for o caso, proponha um acordo. Oferecer um desconto é melhor do que ficar sem receber nada.

Existem soluções online de gestão escolar e cursos que poderão ajudá-lo com o controle do departamento financeiro e com todos os outros deveres e preocupações de um gestor.

Agende uma demonstração

Você viu que as formas de pagamento para a escola e cursos são várias, e conheceu um pouco sobre cada uma delas. Agora, você precisa avaliar quais serão as mais apropriadas para sua instituição. Lembre-se sempre de considerar a praticidade e os gastos com tarifas.

Assine nossa newsletter

Gostou deste artigo e quer deixar a sua opinião sobre as melhores formas de pagamento para a escola e cursos? Utiliza algum desses meios de pagamento em sua escola? Então deixe o seu comentário aqui no post falando um pouco sobre a sua situação! Assine a newsletter do Proesc e fique atualizado sobre o mundo educacional!

Leia também:

Gestão financeira para escolas e cursos: 7 dicas de como manter o controle sobre as despesas

5 melhores sistemas para gestão financeira de escolas e cursos

Saiba como reduzir os custos financeiros da sua escola

Curta também a página do Proesc no Facebook e seja o primeiro a receber as principais novidades e conteúdos educacionais. Para curtir é só clicar no botão Like Page a seguir.

O que achou desse conteúdo? Deixe seu comentário

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.